Bovinocultura de corte

Bovinocultura de corte: saiba tudo sobre

Quem não gosta de comer aquela deliciosa picanha? Mas saiba que nada disso seria possível sem o processo chamado de bovinocultura de corte. Apesar do processo ser assustador, tudo é feito para que o animal não sofra.

Então, para tirar alguns mitos que rondam a técnica, fizemos esse texto. Nele você vai conhecer tudo sobre o sistema e conhecer quais as principais regiões que realizam a bovinocultura de corte. Portanto, fique ligado no texto a seguir.

O que é a chamada bovinocultura?

O primeiro tópico é onde iremos explicar o que o termo bovinocultura simboliza. O Brasil, é um dos países onde o setor agropecuário é mais forte. Assim sendo, temos diversos tipos de mercado.

Temos a produção de suínos, de aves, de gado e também de derivados desses animais. Quando falamos no “cultivo” dessas espécies, falamos do processo de cultura. Logo, quando falamos de gado, falamos de bovinocultura.

Porém, esse processo se divide em outros 2, que são bem diferentes entre si. Primeiro temos a bovinocultura de leite e em segundo a bovinocultura. Cada um dos sistemas possui uma forma de produção.

Dessa forma, para aqueles que amam a cultura da agropecuária, conhecer esses termos é importante.

Bovinocultura de corte: como funciona

Enquanto a cultura bovina para gerar leite funciona para a produção do item, a bovinocultura de corte tem como foco a engorda do animal. Por esse motivo, a alimentação do animal é diferente.

Os alimentos precisam gerar mais calorias nos animais. Assim sendo, os animais ficam confinados e logo começam a engordar. Então, quando chega o momento ideal, o animal é enviado para o corte.

Este por sua vez é feito em um frigorífico registrado. As técnicas usadas para tirar a vida do animal variam a depender do estado ou cidade. Mas todos precisam ser feitos de acordo com a lei.

Bovinocultura
Bovinocultura

Além disso, os principais estados que fazem isso são Goiás e Mato Grosso.

Compre em locais seguros

Uma dica para você que deseja manter o ramo crescendo é evitar a compra de carne em locais duvidosos. Mesmo sendo crime, algumas fazendas realizam o corte ilegal dos animais. Isso por sua vez gera um impacto negativo até mesmo em nossa saúde.

Por esse motivo, sempre compre suas carnes em açougues seguros e evite comprar carne direto da fazenda. Afinal, o setor de bovinocultura de corte só vai crescer com sua ajuda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.