O ciclo da água

O ciclo da água

Sabemos que a chuva cai das nuvens, não é? Mas para que isso ocorra, deve acontecer a evaporação da água da superfície da Terra, que ocorre por causa do calor do Sol e da ação dos ventos.

Para compreender o ciclo da água, observe a imagem a seguir.

compreender o ciclo da água
Imagem de: Vagner Coelho. Compreender o ciclo da água. Representação simplificada do ciclo da água.
Adeilson Odorico Silva | Preço do Boi
  1. A água dos rios, lagos, mares e do solo evapora constantemente devido a ação do Sol e dos ventos.
  2. Pela transpiração e pela respiração, os seres vivos perdem água, que também evapora.
  3. Todo esse vapor de água sobe e se condensa nas camadas mais frias da atmosfera transformando-se em água liquida e formando as nuvens. Em algumas nuvens, as gotículas de água liquida se solidificam e formam pedrinhas de gelo.
  4. Quando as nuvens estão bem “pesadas”, a água cai em forma de chuva ou de granizo. Esse processo se chama precipitação.
  5. Ao atingir a superfície do planeta, a água da chuva penetra no solo e alimenta as nascentes dos rios, os reservatórios subterrâneos e os oceanos.

Importância do ciclo da água

Uma das maiores preocupações da sociedade atual e o risco de a água acabar. Ao estudar o ciclo da água, vê-se que isso não vai ocorrer. Porém, a qualidade desse líquido muda com o passar do tempo.

A ocorrência do ciclo da água interfere em aspectos como:

  1. potabilidade da água, já que, ao evaporar, apenas a água passa por esse processo;
  2. condições climáticas das regiões; nas florestas, por exemplo, o clima e úmido; a evaporação das plantas que compõem a cobertura vegetal mantem a umidade do ar;
  3. equilíbrio entre os componentes dos ambientes; os seres que vivem em regiões mais secas, por exemplo, apresentam características que possibilitam esse equilíbrio;
  4. na época de semear na agricultura, já que a chuva e necessária para a germinação das sementes.

De onde vem a água que você consome?

Você já parou para pensar nisso?

E comum as pessoas obterem água apenas abrindo uma torneira. Mas outras pessoas têm de andar muito para obter esse recurso.

Independentemente de como se obtém água vinda pelos encanamentos das residências ou sendo coletada de algum lugar a fonte de água para consumo e chamada manancial.

Manancial e qualquer fonte de água, seja superficial ou subterrânea, que pode ser usada para o abastecimento da população. Assim, rios, lagos, represas e lençóis freáticos são exemplos de mananciais.

Em alguns lugares, as pessoas pegam água diretamente dos mananciais para beber e cozinhar. Nesses casos, é importante saber se a água e própria para consumo e só a utilizar após um processo de tratamento caseiro. Nesse tratamento, a água deve ser filtrada e, depois, fervida ou tratada com cloro.

Tratamento da água

Em algumas cidades, para que chegue às residências e esteja própria para consumo, a água passa por tratamento. Esse processo e feito em uma Estação de Tratamento de Água ETA.

Nesses locais, a água passa por tanques e filtros, nos quais será tratada; depois recebe produtos químicos para matar os microrganismos que podem causar doenças e só então e disponibilizada para consumo.

O que acontece com a água suja?

A água que foi usada pelas pessoas no banheiro, para lavar loucas e em outras atividades, forma o esgoto.

Em muitos lugares, essa água cai nos ralos e corre por canos até chegar a uma caixa de esgoto.

O ideal e que o esgoto produzido pela população seja coletado pela rede de esgotos e encaminhado para uma Estação de Tratamento de Esgoto ETE. Nessas estacoes, o esgoto passa por alguns processos e depois a água, já “limpa”, pode ser lançada novamente em rios.

A água proveniente do tratamento de esgoto também pode ser usada para lavar ruas ou em indústrias no resfriamento de máquinas, por exemplo.

Referencia Bibliográfica: Coleção – Crescer ciências, 5° ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.