Abate humanitário

Abate humanitário: tudo o que você precisa saber

Apesar do corte ser algo que assusta muitas pessoas, uma estratégia que reduz o sofrimento do animal é o abate humanitário. Que o Brasil ama carne bovina, é inegável. Porém, a maioria de nós, consumidores, nem sabemos como é feito o abate desses animais. Portanto, não compreendemos o que o animal sente, de fato.

Sumário

No início da produção de bovinos para corte, o abate era bem desumano. Em alguns casos, as coisas eram feitas por pessoas sem nenhuma habilidade e isso tornava o sofrimento do animal ainda maior.

Com o passar dos anos, foi nascendo uma necessidade de realizar esses abates de maneira mais humana. Além de dar mais conforto para o animal, ainda tem diversos benefícios para o pecuarista.

Isso mesmo que você leu, reduzir o sofrimento animal é importante não só para o bovino. Pois, evita perdas e ainda aumenta a produção. E se isso já não bastasse, ainda aumenta, e muito, a qualidade da carne.

Mas como fazer isso? Essa é uma pergunta que ronda a mente dos produtores e com razão. Afinal, muitos nem mesmo conhecem o termo “abate humanitário”. Por conta disso, separamos esse texto para explicar um pouco sobre o conceito e como você pode aplicá-lo na sua produção.

Então, continue a leitura e descubra mais!

Afinal, o que é Abate humanitário?

Só de ouvir o termo abate, já temos em mente que deve ser algo terrível e assustador. Animais morrem por meio de enormes facas e serras e por aí vai. Porém, a verdade é outra e bem menos assustadora. O que vamos falar a seguir, serve não apenas para a produção bovina, mas também para todos os outros animais.

Segundo um estudo, que analisou as técnicas usadas para abater animais, o termo possui um significado bem simples de ser entendido. A ideia é usar um conjunto de técnicas e etapas que busquem dar o máximo de bem-estar possível para o animal que será abatido. Portanto, o abate humanitário começa ainda na propriedade onde o animal vive e vai até o frigorífico.

Para isso, é preciso seguir uma série de procedimentos que visam garantir o sucesso e o bem-estar dos animais. Entender a importância é ter empatia pela vida animal. Por mais que o ideal fosse, ele não ser abatido, nós ainda precisamos da carne para nossa própria sobrevivência.

Por esse motivo, temos enormes criações pecuárias que auxiliam nisso. Mas os cuidados com os animais, devem ocorrer não apenas na alimentação, mas acompanhá-lo até o seu momento final.

Isso é o que chamamos de abate humanizado.

Qual a importância do abate humanitário

Apesar de ser algo muito benéfico para o animal, o abate que siga as técnicas humanitárias é muito importante para o criador. Pois é, o uso correto das técnicas de abate, auxilia na redução de possíveis perdas e como consequência aumenta a produção. Por fim, também podemos citar a melhora da qualidade da carne.

principais benefícios do abate humanitário

Além disso, um dos principais benefícios é que diminui o estresse que o animal possa vir a ter. São várias medidas, como por exemplo usar equipamentos que imobilizam o animal de forma correta. Usar lâmpadas azuis, que acalmam aves e até uso de rampas sem inclinação, para evitar quedas que machuquem os animais.

O local precisa contar com as certificações oferecidas pelo governo e os membros da equipe precisam ser treinados. São alguns itens básicos, que no final mudam a forma como o animal será abatido e como nós veremos isso.

Busque agora mesmo por frigoríficos autorizados e que sigam essas regras, é imprescindível para o abate humanitário.

E você, sabia de tudo isso? Conta pra gente e não se esqueça de compartilhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.