Peixe tilápia

Criação de Peixe tilápia: como começar

Quando falamos em aquicultura, falamos no sonho de trabalho de muitos e uma maneira de entrar para a área é por meio da criação de tilápias. Um dos peixes mais populares do Brasil, a tilápia não é nativa daqui. Porém, devido ao nosso clima e água doce abundante, o animal se saiu muito bem por aqui.

Sumário

Peixe tilápia

Devido ao fato que o peixe tilápia não é nativo daqui, para que ele não se torne uma praga, o melhor a se fazer é a criação. Pode ser feita em pesqueiros ou tanques, não importa. Se você souber fazer tudo de forma correta, terá o peixe em abundância.

E um dos setores mais rentáveis que temos em nosso país é a aquicultura de tilápia. Crescendo cada vez mais, apesar do baixo consumo de peixes pelos brasileiros, ter a criação pode fazer a diferença em sua vida. Pois, um dos jeitos encontrados para manter a produção e manter a economia do setor, foi a exportação. Segundo a associação brasileira da piscicultura a exportações do setor vem crescendo muitos nos últimos tempos

Isso mesmo, já pensou em se tornar exportador do peixe? Saiba que é possível, e o primeiro passo é realizar o manejo correto dos animais e ter um controle eficiente. Mas a lista possui outros pontos importantes que não podem ser deixados de lado.

Por conta disso, no texto a seguir separamos algumas informações sobre a criação de tilápias. Continue a leitura e aprenda tudo sobre.

Criação de tilápias: importância do setor

Temos a falsa ideia de que apenas as criações de animais terrestres movimentam a economia. Porém, a verdade é bem diferente, visto que temos uma enorme gama de possibilidades. Uma delas é a criação de peixes, algo que existe há dezenas de anos.

Um dos principais animais usados para isso é a tilápia. Sua fama não surgiu nos dias de hoje, pois o peixe começou a circular pelo mundo na década de 50. Sendo nativo do Egito, a tilápia do Nilo recebe o nome científico de Oreochromis niloticus. Assim sendo, essa é a espécie mais popular no país.

Entre suas características estão sua carne branca e saborosa. O motivo que ela se tornou tão querida é o fato de não possuir muitos espinhos. Dessa forma, quase 40% de todo peixe produzido no Brasil é a tilápia.

Além do seu rápido ganho de massa, o animal pode ser criado em tanques ou pesqueiros. Dessa maneira, a criação de tilápia se tornou um setor imprescindível para a aquicultura brasileira.

Como ter uma boa criação de tilápias

Apesar de ser um peixe resistente, ainda é preciso seguir algumas regras para que ele cresça rápido e saudável. Com questões simples como manejo correto, alimentação correta e controle da criação de tilápias, já é possível ter uma produção.

A primeira questão que você deve se atentar é o controle da temperatura. Pois, a tilápia, assim como todos os outros peixes, tem a temperatura baseada na água. Assim sendo, o controle dessa temperatura é essencial para que o animal consiga comer bem e ganhar peso.

A temperatura ideal para a criação de tilápias é entre 26 e 30 graus celsius. Porém, também é importante controlar a acidez da água. Isso é feito com o controle do Ph, que deve ficar em torno de 7.0, número considerado neutro para a água. Esse é um fator importante, pois números muito baixos ou muitos altos impedem a proliferação do peixe.

A alimentação da tilápia é bem variada, pois o peixe é onívoro. Portanto, devem ser incluídos fito e os zooplânctons na alimentação natural, além de moluscos, larvas e claro, ração. Na criação de tilápias, o ideal é que a ração seja fornecida em partes e ficar flutuando na água.

É importante oferecer boas e nutritivas rações para o animal. Pois, a boa absorção é essencial para o crescimento da tilápia.

E você, sabia de tudo sobre a criação de tilápias? Compartilhe o texto!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.