Por que a carne de boi está cara

Por que a carne de boi está cara?

Sempre que vamos ao mercado ou ao açougue vemos que a carne do boi está cara. Apesar de termos opções como a carne suína ou de frango, a carne mais saborosa ainda é a de boi. Mesmo que você não aprecie esse item, é inegável sua importância para nós brasileiros. Seja no churrasco ou no almoço, a carne de boi é um recurso amado.

Contudo, nos últimos anos vemos que esse item está subindo cada vez mais. Por mais que para os pecuaristas esse aumento seja bom, para nós consumidores se tornou motivo de preocupação.

Porém, uma forma de evitar essa preocupação é entender o que motiva o problema. Afinal, a diminuição será algo difícil de ocorrer e precisamos entender como funciona o preço desses animais. Além disso, vamos entender onde tudo começou e se temos esperança para que os preços diminuem.

Carne de boi está cara, mas qual a média do preço

Vemos que desde o início da pandemia, os preços de muitos itens tem aumentado. Tanto itens como celulares quanto nossos alimentos. Porém, o motivo não é o termo que foi cunhado: inflação da carne. Afinal, o termo inflação se refere a subida de preços de todos os produtos que consumimos.

No período de 1 ano, em pesquisa realizada no ano de 2021, a picanha subiu de R $43,99 para inacreditáveis R$69,99. Hoje em dia o preço desse corte, que para muitos é o melhor que o boi pode oferecer, encontra-se em R$80,00.

Claro, esse valor serve apenas para os bois comuns. Quando falamos de raças como angus ou wagyu, o preço passa dos R $1 mil.

Preço da carne
Preço da carne

Essa média serve como forma de mostrar para você, caro leitor, que mesmo possuindo um preço alto, ainda é possível consumir o item. Claro que agora é um item de fim de semana e outros cortes como suínos ou de aves passaram a ter mais participação no cardápio.

Por que houve esse aumento

Tudo começou no ano de 2019. Com a chegada do novo coronavírus as relações humanas e de mercado mudaram. Pois, o isolamento social começou a ser exigido e aí começou uma subida nos preços de quase todos os itens.

Porém, um dos que mais aumentaram foram os alimentos. Assim sendo, a pecuária com foco em bovinocultura de corte foi uma das áreas afetadas. A chegada dos preços altos em nossos mercados foi apenas a última parada, tudo começou lá atrás.

Em primeiro lugar, temos que entender que a pecuária é um setor econômico. Portanto, se algo aumenta na produção, nós consumidores finais somos afetados. E foi o que houve, pois os produtores tiveram de lidar com um aumento nos preços da produção.

Tudo aumentou, desde insumos agrícolas até aos processos de corte. Por esse motivo, foi necessário recuperar os valores de algum modo. Assim sendo, os produtores diminuíram os investimentos na bovinocultura de corte. Então menos animais, carne mais alta.

Ciclo pecuário

Por fim, caro leitor, é preciso entender e aceitar que a carne está cara pois é assim que funciona o ciclo pecuário. Pois, funciona assim: quando o preço sobe, o produtor investe na atividade. Por sua vez, isso aumenta a capacidade de produção, o que no fim diminui os preços.

Contudo, o oposto quando ocorre faz a carne aumentar o valor para suprir a falta de produção. O fato é que momentos de aumento e queda dos preços irão sempre ocorrer, então é preciso que nós busquemos formas de contornar isso.

Então, sabia que o motivo da carne de boi estar cara são esses? E veja diariamente a cotação do boi.

carne de boi
carne de boi

Aproveite para compartilhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.